VEM PRO GOOGLE

VOCÊ ENCONTROU O QUE QUERIA? PESQUISE. Nas guias está a matéria que interessa a você.

TENTE OUTRA VEZ. É só digitar a palavra-chave.

TENTE OUTRA VEZ. É só digitar a palavra-chave.
GUIAS (OU ABAS): 'este blog', 'blogs interessantes', 'só direito', 'anotações', 'anotando e pesquisando', 'mais blogs'.

segunda-feira, 16 de junho de 2008

GENÉTICA: clonagem e camadas germinativas

*************************


CROMOSSOMA OU CROMOSSOMO

SSOMA = CORPO
cromossomo
cro.mos.so.mo
sm (cromo2+somo) Biol Cada um dos corpúsculos cromatínicos, mais ou menos semelhantes a um bastonete, de cor escura, que aparecem no núcleo de uma célula na época de sua divisão, particularmente na mitose. São considerados a sede dos genes, e seu número, em qualquer espécie, é comumente constante. C. acessório: cromossomo sexual, especialmente um cromossomo X que é solitário, sem par, em um dos sexos. C. sexual: cromossomo transmitido de modo diferente nos dois sexos, que determina o sexo, ou é considerado determinante direto dele e de caracteres a ele ligados e por ele limitados. C. X: cromossomo sexual portador de fatores de feminilidade. Ocorre comumente aos pares em cada zigoto e célula femininos e solitário em cada zigoto e célula masculinos. C. Y: cromossomo sexual que ocorre comumente apenas no zigoto e célula masculinos. A ele se atribuía outrora a transmissão de fatores de masculinidade, mas agora supostos presentes nos autossomos.
fonte: Michaelis

DNA = ácido desoxi-ribonucléico

Cada cromossoma imagina-se como um agrupamento, como um drops.

3x10(à nona potência)
Foi mapeado todo o genoma.
Temos o fenótipo, que é a forma de exteriorização do genótipo, o código genético.
Cada cromossoma é formado por milhares de gens.
Temos 44 AUTOSSOMAS e 2 chamados CROMOSSOMOS SEXUAIS.

UMA VISÃO HOLÍSTICA:
Cada célula do corpo, exceto os gametas, têm uma estrutura n.
Os gametas têm uma estrutura 2n.
Por isso, a partir de uma célula do fio do cabelo ou da bochecha é possível reproduzir cada um de nós.



CLONAGEM
Um espermatozóide encontra um óvulo.

ELE
O espermatozóide
N = 22 + x/y

ELA
O óvulo
N = 22 + x

Quando se encontram, dão origem a um ovo = 2n.
Nesse momento, tiro o núcleo e coloco o núcleo de uma célula, por exemplo, da bochecha.
Dou um choque elétrico.
Com o núcleo de uma célula da idade adulta, o filhote apresenta as doenças da idade adulta: artrose e diabetes, por exemplo, que são doenças programadas. Isso já é passado.
A ciência está tão avançada que já pode controlar.
Se faço isso com:
- ovelha,
- macaco,
- cachorro,
faço com o ser humano.
A ética da ciência é outra. A ciência, por si, se alimenta.

A célula tronco vem nesse pacote de pesquisas.
A célula começa a se dividir e a se multiplicar.

CAMADAS GERMINATIVAS DO EMBRIÃO
ENDODERMA – órgãos internos do tronco, pulmões e órgãos abdominais
MESODERMA – músculos e ossos
ENDODERMA – pele, órgãos sensoriais e sistema nervoso



Morfologia Dinâmica
As três camadas embrionárias (endoderma, mesoderma e ectoderma) se diferenciam e formam, respectivamente, as três regiões principais do corpo: abdômen, coluna e cabeça.
Os órgãos internos do tronco, pulmões e órgãos abdominais podem ser considerados o principal reservatório de energia da ENDODERMA.
O centro organizacional dos principais músculos e da estrutura óssea do esqueleto é a coluna, com suas extensões nos braços, pernas e cabeça. A coluna e estes membros são os principais órgãos executivos da MESODERMA.
Os principais órgãos ECTODÉRMICOS com exceção da pele estão concentrados na cabeça: olhos, ouvidos, nariz, língua, cérebro.

1.1 As camadas germinativas do embrião
No centro do corpo há o tubo GASTROINTESTINAL, formado a partir da ENDODERMA. Embriologicamente, os pulmões são derivação germinativa desse tubo. As FUNÇÕES RESPIRATÓRIAS e de sentimento podem ser consideradas como as atividades mais centrais e internalizadas do corpo. É por meio desses sistemas de órgãos que o corpo gera energia para manter-se vivo. Em terapia se quisermos que uma pessoa se torne mais "centrada", nós lhe pedimos que se deite e se conscientize da sua respiração e dos movimentos peristálticos de suas vísceras.

A SEGUNDA CAMADA GERMINATIVA do corpo é formada à partir da MESODERMA. O sistema CARDIOVASCULAR e os sistemas ESQUELETO-MUSCULAR são derivados dessa camada. Ela é responsável pelos níveis de pressão dos fluidos no corpo, e pelo grau de tensão e relaxamento muscular. O coração bombeia sangue através do corpo para carregá-lo de energia disponível para a ação. Os músculos, durante quaisquer movimentos desempenhados pelo corpo, como andar ou correr, descarregam essas ações e a ação rítmica desses músculos desempenha o papel de bomba venosa para auxiliar o sangue a retornar ao coração. As posições de "stress" bio-energéticas agem inicialmente sobre esta camada, tonificando músculos flácidos, relaxando os tensos, e melhorando o fluxo circulatório através do corpo, em um processo chamado "grounding".

A TERCEIRA CAMADA GERMINATIVA é formada à partir da ECTODERMA. Ela constitui o tubo mais externo, isto é: a PELE e com ela os ÓRGÃOS SENSORIAIS, mais a totalidade do SISTEMA NERVOSO, centralizado no cérebro.
Ele governa o sistema perceptivo, o fluxo de informação que entra e sai do corpo. O trabalho terapêutico que encoraja a conscientização sensorial, contato de olhos, e as maneiras de encontramo-nos uns aos outros é chamado por Boadella de "facing". Segundo Keleman houve um salto qualitativo quando ficamos eretos e enfrentamos o mundo com nossa parte macia do corpo; ficamos mais sensíveis e discriminados. A posição face a face no ato de amor expressa esta oportunidade ampliada de maximização do contato.
Fonte: http://www.biossintese.psc.br/DiagnosticoPulsatil.htm



SAL BILIAR
ARROTO – eructação
COLITE

Todos temos um órgão-choque.

Se temos problemas de pele, vamos ter, provavelmente, problemas no sistema nervoso, também. Porque provém do mesmo tecido.


Pego uma célula do cordão umbilical e transformo em coração.
Já fazemos isso. Já foram feitos rins.


VOTOS DOS MINISTROS DO SUPREMO
Um deles causou até mal-estar no mundo científico, por saberem que ele está tão mal informado.
Muitos jovens têm imobilidade.



SECÇÃO DE MEDULA
Não adianta tentar emendar. Mas com as células-tronco é possível voltar a andar.
As células-tronco são mais potentes do que o cordão umbilical.


Dentro da história do Vaticano nunca houve um papa Pedro II.
Pedro só existiu um.
Nostradamus afirmou que quando Pedro voltasse ao trono a humanidade estará na grande transformação.
O ser humano só se transforma pelo sofrimento.
Na 2ª guerra mundial aconteceu um fato muito marcante. O padre Colpi se ofereceu para morrer no lugar do pai de uma família judia.
O mataram aos poucos. Arrancaram seus dentes, amputaram seus dedos. Essa família se converteu. Uma das crianças virou um cardeal.
Pensaram que esse cardeal seria Pedro, porque Pedro era judeu. Mas ele morreu há dois anos.
João Paulo II era chamado o peregrino. João XXIII era muito carismático. E fez coisas lógicas.
A missa ela falada em latim. As pessoas ouviam, sem entender. Ele decidiu que as missas fossem rezadas na língua de cada país. Isso na década de 60.
Postar um comentário

ITANHAÉM, MEU PARAÍSO

ITANHAÉM, MEU PARAÍSO
A vida existe para ser vivida, não adiada.

Quem sou eu

Minha foto

Da capital, já morei entre verde e bichos, na lida com animais e plantas: anos de injeção, espinho de ouriço, berne, parto de égua e curva de nível, viveiros, mudas, onde encontrei tempo para lecionar inglês, alfabetizar adultos e ler livros, na solidão do mato. 

Paixões se sucederam e convivem até hoje: Contabilidade, Economia, Arquitetura (IMES, MACK), a chácara e, afinal, o Direito (FDSBC, cursos e pós graduações). No Judiciário desde 2005, planto, replanto, reciclo, quebro paredes, reconstruo, estudo, escrevo e poetizo, ao som de passarinhos, que cantam nossa liberdade.

Não sou da cidade, tampouco do campo. Aprendiz, tento captar o que a vida oferece, para que o amanhã seja melhor. Um mundo melhor, sempre.

Agora em uma cidade mágica, em uma casa mágica, na qual as coisas se transformam e ganham vida; mais e mais vida. Minha cidade-praia-paraíso, Itanhaém.

Nesta casa de espaços amplos e um belo quintal, que jamais é a mesma do dia anterior, do minuto anterior (pois a natureza cuida do renovar a cada instante o viço, as cores, flores, aromas e sabores) retomei o gosto pelo verde, por releituras de espaços e coisas. Nela planto o que seja bom de comer ou de ver (ou deixo plantado o que Deus me trouxe), colho, podo, cozinho os frutos da terra, preparo conservas e invento pratos de combinações inusitadas, planejo, crio, invento, pinto e bordo... sonho. As ideias brotam como os rebentos e a vida mostra-se viva, pulsante.

Aqui, em paz, retomo o fazer miniaturas, componho terrários que encantam, mensagens de carinho representadas em pequenas e delicadas obras. 

Muito prazer! Fique à vontade, passeie um pouco: questões de Direito, português, crônicas ("causos"), jardinagem e artesanato. Uma receita, uma experiência nova, um redescobrir. 

Pergunte, comente, critique, ok? A casa é sua e seu comentário será sempre bem-vindo.

Maria da Gloria Perez Delgado Sanches

MARQUINHOS, NOSSAS ROSAS ESTÃO AQUI: FICARAM LINDAS!

MARQUINHOS, NOSSAS ROSAS ESTÃO AQUI: FICARAM LINDAS!

COMO NASCEU ESTE BLOG?

Cursei, de 2004 a 2008, a graduação em Direito na Faculdade de Direito de São Bernardo do Campo (FDSBC).

Registrava tudo o que os professores diziam – absolutamente tudo, incluindo piadas, indicações de livros e comentários (bons ou maus). Por essa razão, eram as anotações bastante procuradas.

Entretanto (e sempre existe um entretanto), escrevia no verso de folhas de rascunho, soltas e numeradas no canto superior direito, sem pautas, com abreviações terríveis e garranchos horrorosos que não consigo entender até hoje como pudessem ser decifradas senão por mim.

Para me organizar, digitava os apontamentos no dia seguinte, em um português sofrível –deveria inscrever sic, sic, sic, a cada meia página, porque os erros falados eram reproduzidos, quando não observados na oportunidade em que passava a limpo as matérias -, em virtude da falta de tempo, dado que cumulei o curso com o trabalho e, nos últimos anos, também estagiei.

Em julho de 2007 iniciei minhas postagens, a princípio no blog tudodireito. A transcrição de todas as matérias, postadas em um mesmo espaço, dificultava, sobremaneira, o acompanhamento das aulas.

Assim, criei, ao sabor do vento, mais e mais blogs: Anotações – Direito Administrativo, Pesquisas – Direito Administrativo; Anotações – Direito Constitucional I e II, Pesquisas – Direito Constitucional, Gramática e Questões Vernáculas e por aí vai, segundo as matérias da grade curricular (podem ser acompanhados no meu perfil completo).

Em novembro de 2007 iniciei a postagem de poemas, crônicas e artigos jurídicos noRecanto das Letras. Seguiram-se artigos jurídicos publicados noJurisway, no Jus Navigandi e mais poesias, na Sociedade dos Poetas Advogados.

Tomei gosto pela coisa e publiquei cursos e palestras a que assistia. Todos estão publicados, também, neste espaço.

Chegaram cartas (pelo correio) e postagens, em avalanche, com perguntas e agradecimentos. Meu mundo crescia, na medida em que passava a travar amizade com alunos de outras faculdades, advogados e escritores, do Brasil, da América e de além-mar.

Graças aos apontamentos, conseguia ultrapassar com facilidade, todos os anos, as médias exigidas para não me submeter aos exames finais. Não é coisa fácil, vez que a exigência para a aprovação antecipada é a média sete.

Bem, muitos daqueles que acompanharam os blogs também se salvaram dos exames e, assim como eu, passaram de primeira no temível exame da OAB, o primeiro de 2009 (mais espinhoso do que o exame atual). Tão mal-afamada prova revelou-se fácil, pois passei – assim como muitos colegas e amigos – com nota acima da necessária (além de sete, a mesma exigida pela faculdade para que nos eximíssemos dos exames finais) tanto na primeira fase como na segunda fases.

O mérito por cada vitória, por evidente, não é meu ou dos blogs: cada um é responsável por suas conquistas e a faculdade é de primeira linha, excelente. Todavia, fico feliz por ajudar e a felicidade é maior quando percebo que amigos tão caros estão presentes, são agradecidos (Lucia Helena Aparecida Rissi (minha sempre e querida amiga, a primeira da fila), João Mariano do Prado Filho e Silas Mariano dos Santos (adoráveis amigos guardados no coração), Renata Langone Marques (companheira, parceira de crônicas), Vinicius D´Agostini Y Pablos (rapaz de ouro, educado, gentil, amigo, inteligente, generoso: um cavalheiro), Sergio Tellini (presente, hábil, prático, inteligente), José Aparecido de Almeida (prezado por toda a turma, uma figura), entre tantos amigos inesquecíveis. Muitos deles contribuíram para as postagens, inclusive com narrativas para novas crônicas, publicadas no Recanto das Letras ou aqui, em“Causos”: colegas, amigos, professores, estagiando no Poupatempo, servindo no Judiciário.

Também me impulsionaram os professores, seja quando se descobriam em alguma postagem, com comentários abonadores, seja pela curiosidade de saber como suas aulas seriam traduzidas (naturalmente os comentários jocosos não estão incluídos nas anotações de sala de aula, pois foram ou descartados ou apartados para a publicação em crônicas).

O bonde anda: esta é muito velha. A fila anda cai melhor. Estudos e cursos vão passando. Ficaram lá atrás as aulas de Contabilidade, Economia e Arquitetura. Vieram, desta feita, os cursos de pós do professor Damásio e da Gama Filho, ainda mais palestras e cursos de curta duração, que ao todo somam algumas centenas, sempre atualizados, além da participação no Fórum, do Jus Navigandi.

O material é tanto e o tempo, tão pouco. Multiplico o tempo disponível para tornar possível o que seria quase impossível. Por gosto, para ajudar novos colegas, sejam estudantes de Direito, sejam advogados ou a quem mais servir.

Esteja servido, pois: comente, critique, pergunte. Será sempre bem-vindo.

Maria da Glória Perez Delgado Sanches